10 "regras" que todas as mamãs têm de saber sobre a diversificação alimentar

1. O bebé é quem decide quando se deve iniciar a diversificação alimentar – e não os pais!

Aguarde os sinais de que o seu bebé está pronto para iniciar a alimentação sólida: perda do reflexo de protusão lingual, capacidade de se manter sentado, mostrar interesse na comida (um sinal típico é o bebé tentar “roubar” pedaços de comida da mesa e coloca-los na boca). A diversificação deverá ser feita (em casos normais) após os 4 meses e os 6 (caso o bebé seja amamentado).

2. NUNCA se deve obrigar o bebé a comer contra a sua vontade.

3. Poderá iniciar a diversificação alimentar com purés ou papás ou com pedaços de alimentos “inteiros”.

4. Seja um exemplo! Se quer que o seu bebé coma vegetais e frutas e não “junk food”, por exemplo, toda a família terá de participar. Será difícil fazer com que uma criança como os seus “bróculos” enquanto comemos batatas fritas À mesa – ela também irá querer.

1. Seja um exemplo; 2. Não negocie, comida não é moeda de troca; 3. Reúna a família durante as refeições; 4. Torne as saladas mais atrativas; 5. Sirva as refeições em horários certos; 6. Aguce a curiosidade de seu filho cozinhando junto com ele; 7. Prepare os legumes e os vegetais de modo diferente; 8. Para aceitar que seu filho não gosta de um alimento, é necessário que tenha provado receitas diferentes; 9. Coma somente o necessário, não ajude seu filho a finalizar o prato ou comer sem fome, mas não substitua por outra coisa; 10. Todos os membros da família devem estar empenhados em ter uma vida saudável;

Sara, viajeira de corpo & mente, apreciadora de comida saudável (e da outra também) & de tudo o que é bom na vida. 

Blogger & Fisiologista do Exercício, PG Nutrição Clínica

RECEBA AS NOVIDADES

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Pinterest Icon
  • YouTube - círculo cinza
  • Grey Instagram Icon

© 2014 - 2019 por Isi Life

Baleal, Ferrel, Portugal